CIVILIZAÇÃO ISLÂMICA

Publicado por

A CIVILIZAÇÃO ISLÂMICA.
Os árabes possuem uma história que pode ser dividida em dois períodos: pré-islâmico e islâmico.
PERÍODO PRÉ-ISLÂMICO.
Caracterizado pela ausência de unidade política (ausência de Estado) e pela divisão dos árabes em dois grupos: os beduínos ou árabes do deserto e os árabes da cidade.
Nesta época, os árabes eram politeístas. Segundo as tradições, os ídolos adorados pela tribos ficavam na CAABA, santuário situado na cidade de Meca. Na Caaba, existia também a Pedra Negra, adorada por todos pois, de acordo com as tradições caiu do céu, sendo um presente dos deuses. Devido ao santuário e à Pedra Negra, Meca tornou-se o principal centro religioso e também o mais importante centro comercial dos árabes.
PERÍODO ISLÂMICO.
Marcado pela revolução religiosa patrocinada por Maomé.
Aos 40 anos de idade teve uma revelação, através do anjo Gabriel que lhe disse: “só há um único Deus, que é Alá, e Maomé é o seu único profeta”. À partir deste momento, Maomé começa a pregação de uma nova religião: o Islamismo.
O ISLAMISMO.
O conteúdo básico da doutrina islâmica está resumido nas seguinte regras essenciais:
- crença em Alá, o único Deus, e em Maomé, seu profeta;
- realizar cinco orações diárias;
- dar esmolas;
- jejuar durante o mês de Ramadã ( mês considerado sagrado);
- visitar Meca uma vez na vida;
- fazer a Guerra Santa ( djihad ).
Destacam-se também a proibição de ingestão de bebidas alcoólicas, proibição de comer carne de porco e severa punição ao roubo.
Durante a pregação da nova religião, Maomé foi perseguido e quase assassinado. Fugiu de Meca para Yatreb ( depois Medina )- episódio conhecido como Hégira, que marca o início do calendário muçulmano. Para evitar uma maior oposição às novas idéias religiosas, Maomé manteve o santuário da Caaba e a Pedra Negra, agora como um presente do anjo Gabriel.
Todos os princípios religiosos do Islamismo estão contidos no livro sagrado chamado Alcorão. Há um outro livro importante, denominado Suna, que contém relatos da vida e ensinamentos do profeta Maomé. Com a morte de Maomé a religião islâmica divide-se em seitas, sendo que as principais são:
SUNITAS: Além do Alcorão, aceitam a Suna como fonte de ensinamento. Defendem que o califa ( chefe do Estado muçulmano ) reúna virtude de honra, respeito às leis e capacidade de trabalho. Não acham que o califa deva ser infalível em suas ações.
XIITAS: Aceitam somente o Alcorão como a única fonte de ensinamentos. Defendem que o califa seja descendente do Profeta Maomé e que deva ser infalível em suas ações – pois é diretamente inspirado por Alá.
A EXPANSÃO ISLÂMICA.
Com a introdução do monoteísmo, Maomé lançou as bases da criação de um Estado Teocrático, ou seja, as leis religiosas pesam mais que as leis humanas. Este Estado era governado por Califas ( os sucessores ) que contribuíram para a expansão territorial muçulmana.
Dentre os fatores para a expansão destacam-se:
- o crescimento demográfico dos árabes;
- a Guerra Santa ( a expansão da fé islâmica );
- a fraqueza do Império Bizantino e Persa;
- a fraqueza dos Reinos Bárbaros.
A expansão Islâmica ocorreu em três momentos:
1ª etapa ( de 632 a 661 )- conquistas da Pérsia, da Síria, da Palestina e do Egito;
2ª etapa ( de 661 a 750 )- a Dinastia dos Omíadas, que expandiu as fronteiras até o vale do Indo (Índia); conquistou o Norte da África até o Marrocos e a Península Ibérica na Europa. O avanço árabe sobre a Europa foi contido por Carlos Martel, em 732 na  batalha de Poitiers.
3ª etapa ( de 750 a 1258 )- a Dinastia dos Abássidas, onde ocorre a fragmentação político-territorial e a divisão do Império em três califados: de Bagdá na Ásia, de Cordova na Espanha e do Cairo no Egito.
Após esta divisão, do mundo Islâmico será constante até que no ano de 1258 Bagdá será destruída pelos mongóis.
AS CONSEQÜÊNCIAS DA EXPANSÃO.
A expansão árabe representou um maior contato entre as culturas do Oriente e do Ocidente. No aspecto econômico a expansão territorial provocará o bloqueio do mar Mediterrâneo, contribuindo para a cristalização do feudalismo europeu, ao acentuar o processo de ruralização e fortalecendo a economia de consumo.
A CULTURA ISLÂMICA.
Literatura: poesias épicas e fábulas. Destaque para os contos de aventuras, como As Mil e uma Noites. Ciências: muito práticos os árabes aplicaram o raciocínio lógico e o experimentalismo. Desenvolveram a Matemática ( álgebra e
trigonometria ), a Química ( alquimia ), Medicina ( sendo Avicena o grande nome ) e a Filosofia ( estudo de Aristóteles ).
Artes: a grande contribuição foi no campo da Arquitetura, com construção de palácios e de Mesquitas. Na Pintura, dado a proibição religiosa de reproduzir a figura humana, houve o desenvolvimento dos chamados arabescos.

MECA

COMPARTILHAR ;)